Convênios

Detalhe do Diário on-line:

Release: Metalsul assina convenções coletivas de trabalho com sindicatos dos metalúrgicos.

A presidente do Metalsul (Sindicato das Indústrias Metalmecânicas do Sul Fluminense), Adriana Silva; e os presidentes do Sindicato dos Metalúrgicos de Barra do Piraí, Luis Fernando Delphino; e do Sindicato dos Metalúrgicos de Volta Redonda, Sílvio José Campos, assinaram nesta quarta-feira, dia 28, as convenções coletivas de trabalho 2015/2016. O ato aconteceu no auditório da Firjan, em Volta Redonda, e contou com a presença de diretores e advogados dos sindicatos e empresários associados ao Metalsul.

Ambas as convenções concedem reajuste salarial de 8,34%, referente ao INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). No caso da convenção do Sindicado de Barra do Piraí, que abrange empresas de Barra do Piraí, Valença, Mendes, Vassouras, Engenheiro Paulo de Frontin, Piraí e Rio das Flores, o reajuste é retroativo a 01 de maio de 2015 e deve aplicado na folha de pagamento deste mês de outubro.

Já o documento referente ao Sindicato dos Metalúrgicos de Volta Redonda, que abrange as cidades de Barra Mansa, Itatiaia, Miguel Pereira, Paty de Alferes, Quatis, Resende, Rio Claro, Pinheiral, Porto Real e Volta Redonda, o reajuste é retroativo a 01 de agosto de 2015, também com aplicação na folha de pagamento neste mês.

“Apesar da crise financeira que o país vive este ano, conseguimos fechar o melhor acordo possível para os empresários e trabalhadores. As duas partes envolvidas tiveram sensibilidade e souberam ponderar todas as questões com bom senso. Esperamos que a situação da economia brasileira melhore nos próximos anos para que as negociações sejam ainda melhores para os empresários e trabalhadores”, afirmou Adriana.

“Sem dúvida, essa foi a negociação mais difícil dos últimos dez anos por conta do momento que o Brasil vive atualmente. Mas apesar disso, os três sindicatos souberam se respeitar e acabamos chegando a um consenso”, disse o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Volta Redonda. O presidente do sindicato barrense concordou. “A convenção coletiva é justa para os dois lados”, afirmou Luis Fernando.

Barra do Piraí - O piso salarial da base de Barra do Pirai o piso salarial foi reajustado a partir de 01 de maio de 2015, equivalente à jornada legal de trabalho de 220 horas mensais. Para empresas com até 50 empregados, o novo piso é de R$ 892,72. De 51 a 300 funcionários, o piso é R$ 939,31. Para empresas que mais de 301 empregados, o valor do novo piso é de R$ 1.010,92.

 

 

A PLR (Participação nos Lucros e Resultados) referente a 2015 será de R$ 528,26, podendo ser paga em duas parcelas iguais em 01 de fevereiro de 2016 e 01 de agosto de 2016. O pagamento será proporcional aos dias trabalhados no exercício anual.

Volta Redonda – O piso salarial da base do Sindicato dos Metalúrgicos de Volta Redonda também foi reajustado a partir de 01 de maio de 2015, equivalente à jornada legal de trabalho de 220 horas mensais. Para empresas com até 50 empregados, o novo piso é de R$ 877,55. De 51 a 300 funcionários, o piso é R$ 948,00. Para empresas que mais de 301 a 680 empregados, o valor do novo piso é de R$ 1.018,40. Nas empresas com mais de 681 empregados, será de R$ 1.110,50.

 

A PLR de R$ 720,00, referente a 2015, poderá ser paga em duas parcelas iguais em 01 de fevereiro de 2016 e 01 de agosto de 2016. O pagamento também será proporcional aos dias trabalhados no exercício anual. Os trabalhadores também têm direito a um valor extra de R$ 300,00 em três parcelas de R$ 100,00, a serem creditadas nos meses de setembro, outubro e novembro de 2015, na cesta básica ou vale alimentação ou ticket alimentação. Esse valor extra será pago integralmente pelo empregador, não havendo desconto para o trabalhado.

Fotos: Divulgação



28 de outubro de 2015

Metalsul